Sucesso:

Parabéns. Seus dados foram enviados com sucesso. Estaremos respondendo em breve.

Obrigado!

X FECHAR
Aviso:

Opsss. Para enviar é preciso preencher todos os campos!

X FECHAR
Erro:

Opsss. Não foi possível processar sua requisição

X FECHAR
Como posso ajudar?
Como posso ajudar?

Muitas vezes ouvimos relatos de mães preocupadas com o desenvolvimento das crianças e nessas conversas as comparações são inevitáveis: “meu filho mais novo caminhou super cedo... o mais velho ainda não caminha... O que será que deixei de fazer?

Esta pergunta está presente nas festas, nas escolas, e em todos os lugares onde várias mães se reúnem. Muitas vezes a resposta está muito perto de nós; ou seja, na ansiedade que temos para que nossos filhos cresçam rápido. Não há uma idade certa para que as crianças caminhem ou falem... Há sim a necessidade das mesmas serem estimuladas com muito carinho e paciência. Assim, você poderá permitir que seu filho explore texturas diferentes e encontrando o melhor jeito para se levantar. Nesta fase é necessário que os pais estejam sempre por perto, mantendo uma distância razoável e chamando a criança com um brinquedo na mão ou algum objeto que ela goste.

Quando a criança estiver mais segura segure-a pelas mãos e caminhe junto com ela. Este processo pode render uma dorzinha nas costas dos pais, mas é compensada pela alegria de estar auxiliando o desenvolvimento de nossos maiores tesouros.

Vale lembrar aqui, que a ansiedade e o medo não podem aparecer, pois ambos podem causar um estrago em todo o processo e aí sim a criança não terá coragem em arriscar os primeiros passos sozinha.

Lembre-se, o mais importante é você fazer parte de todo o processo de desenvolvimento de seu filho. Evite os andadores, pois ao contrário do que se diz este acessório pode atrasar o desenvolvimento psicomotor de seu filho. Dê a chance para seu bebê de passar por todas as etapas necessárias até caminhar, estimulando a curiosidade dele, mas atento a cuidados necessários como quinas de móveis, objetos pequenos, tapetes escorregadios.

Devemos também estar atentos ao calçado do bebê. O ideal é que ele esteja descalço para sentir mais firmeza e caso seja em dias frios, opte por uma meia antiderrapante ou até mesmo um calçado maleável.

Atenção, todas as etapas devem acontecer conforme o ritmo de cada criança. Não ultrapasse as fases, uma depende da outra e para o bom desenvolvimento da criança é necessário que ela passe por todas elas. Tenha muita calma e paciência para que seu filho tenha um desenvolvimento sadio e principalmente que seja uma criança feliz!

Professora Patrícia Marafon Bogoni